quarta-feira, 21 de maio de 2008

West Dean

Ora então, tal como havia prometido, aqui venho falar no workshop que fui fazer e as consequentes mudanças no meu trabalho.

Já há algum tempo que andava a tentar fazer um workshop na área dos têxteis, uma vez que o que faço é apenas por intuição, aprendizagem nos livros e o que aprendo com outros artesãos. E costumava comprar a revista crafts, onde vêm anunciadas todas as escolas em Inglaterra e descobri este lugar em Chichester, que se chama West Dean. A oferta de workshops é muito variada e vai desde a escultura, a tecelagem, a jardinagem e os têxteis, entre outras coisas.

Depois de fazer uma pequena pesquisa descobri o trabalho da Janet Bolton e decidi que queria fazer o workshop dela: "Composing and making pictures with fabrics and found objects";
Marquei tudo online, (realmente hoje em dia tudo é tão mais fácil) e lá fui eu à aventura; 4 dias sem ninguém com quem falar português, conhecer pessoas novas e aprender tudo o que fosse possível, era a minha meta. E mais perto da data de partida, comecei a ficar apreensiva e com um certo receio de as coisas não correrem como esperava.
Mas tenho-vos a dizer que recomendo vivamente e mal posso esperar por voltar.
O sítio é absolutamente encantador, cheio de espaços verdes e uma casa principal, eu diria quase um castelo... como prova a foto:


A Janet é umas das pessoas mais simpáticas e afáveis que conheci. A turma era de 10 pessoas, número ideal para toda a gente aprender com tempo e com a atenção necessárias. No primeiro dia tivemos uma apresentação do trabalho, motivos e inspirações da Janet. No segundo dia, fomos introduzidas ao método de trabalho e cada pessoa escolheu o que queria fazer. Foi nos dada toda a liberdade de escolha e a Janet apenas nos deu conselhos de como podia melhorar. O método que a Janet usa é muito mais livre e espontâneo do que o que eu estava habituada a trabalhar. Para ela o trabalho têm de ser agradável, livre de stress, e só têm de agradar a ela própria. Pareceu-me desde o início que era mesmo o que precisava. Decidi fazer a princesa e a ervilha... Não era fácil, demorou-me muito tempo, mas no final fiquei mesmo contente com o resultado.

Aqui mais em pormenor:

Se o tivesse feito antes de conhecer a Janet, teria feito tudo ao contrário :D

No terceiro e último dia, foram-nos dadas instruções de como emoldurarmos o nosso trabalho e fomos incentivadas a começar mais um trabalho e por isso ainda fiz mais uma pequena peça, que seria, ainda não tinha consciência disso, mas um inicio de um novo e diferente trabalho:
O saldo foi mesmo positivo, para além de ter conhecido muitas pessoas interessantes, aprendi uma nova forma de trabalhar, vim com o ego cheio porque consegui superar a barreira da língua e porque toda a gente adorou o meu trabalho e agora não consigo viver sem tecidos e linhas, mesmo os que achava que ia dar porque eram feios, agora parecem-me todos muito bem, desde que misturados na dose certa!

2 comentários:

Ana Malha disse...

Eu como já vi as tuas peças pessoalmente e orgulhosamente possuo uma, desejo-te o maior sucesso e que o teu trabalho seja uma inspiração em terras lusas como foi no reino de sua majestade.

ar disse...

Obrigada!! ;)

Acerca de mim

As peças apresentadas neste blog foram produzidas manualmente e não existem outras iguais, uma vez que o processo de concepção é único. São utilizados tecidos,linhas e várias técnicas de bordado. Espero que gostem e que voltem.